}

9 de março de 2011

Desabafo #VI

Tumblr_leqsd1ro141qzb7gjo1_500_large



Sentada na areia da praia, sentia o vento brincar com os meus cabelos. Sentia também seu sussurro, o sussurro do mar, querendo levar-me a sentir suas ondas. Também desejava isso, mas quando se sente um vazio este vazio não pode ser preenchido por águas salgadas – por que águas salgadas já estão saindo dos meus olhos. E elas são formadas por suas ondas e brincam sobre a face do meu rosto. Não possuem sussurros, mas provocam um som agudo saindo de dentro. Vou te contar uma coisa: Vou beber um pouco da sua água, mar. Só um pouquinho. Talvez assim eu compreenda algo que vem de fora para dentro e depois de dentro para fora.