}

28 de novembro de 2010

Último Beijo.

     



    Meu coração está queimando, o pôr do sol tirou minhas palavras, palavras que não seriam permitidas no momento ou não seriam propícias a você, não a você. Pois o tempo é estável ainda, semelhante à intensidade do meu amor. A tal qualificação monótona que é sobre você. Conseguiste superar as expectativas do meu coração, ele agora bombeia aceleramente quando te vê. E não apenas isso, ele comanda o meu rei e mesmo que ainda sua presença mecha loucamente comigo, eu sei disso e mesmo assim, não o controlo. Mas por que você está indo com apenas uma palavra? Não quero compreender o significado dela. Não quero imaginar o amanhã sem você. É amargo como cerveja para crianças. Mesmo com sua última cartada, você beijou meus finos dedos e isso significou sobre mim mais de mil palavras. E por isso eu nunca te esquecerei. Mesmo se nós estejamos em pedaços. Eu sempre me lembrarei, me lembrarei do nosso último beijo.

     Sabe por quê? Por que todo mundo começa como um inocente, puro bebê.
Mesmo se você corta uma amarga fruta, você não pode desistir, ande certo, ande correto. Pois você escolheu assim e eu apenas acatei. O que poderia fazer? Matar-me e a ti também? Como um Romeu e Julieta? Eles não se encontram no paraíso, não, eles não se encontraram. Sigo os seus passos na breve despedida, apenas para observa-te e a chuva tem passado, mas ela ainda está me ferindo. E você não está mais nas ruas... Eu estou solitária como um gelo flutuante.

             Eu nunca esquecerei o calor...
                                   ... O seu único e mais desejado calor.

    Você eventualmente compreenderá que você não pode compreender tudo, como um rio, você pode culpar qualquer um, por o que você quiser, mas não suje nosso amor. Não suje com as lembranças e nem as atitudes. Mesmo com o sangue escorrendo sobre minha face da chuva ferindo-me, protegerei o nosso amor para que fique intacto como um precioso tesouro. E se você pensar que não tem mais forças para ele, te darei meu segredo. Pois eu lembro, agora eu lembro, eu lembro como você chorou como você beijou meus finos dedos. Eu beijarei você pela última vez, eu acredito quase nós vamos nos encontrar de novo. Eu não esquecerei, não esquecerei o beijo dele. Estarei aqui quando você voltar, mesmo em pedaços estarei aqui. E deixarei meus lábios intactos mesmo se o corpo estiver em pedaços, para poderes captar o meu sorriso com sua volta.



Como já foi feito antes, esse texto contém fragmentos da música Last Kiss de Bonnie Pink e minhas leigas palavras. Espero que tenha sentido minha epifania.