5 de abril de 2011

Aflição

2r7njbo_large


"Aflição de ser eu e não ser outra.
Aflição de não ser, amor, aquela
Que muitas filhas te deu, casou donzela
E à noite se prepara e se adivinha
Objeto de amor, atenta e bela.

Aflição de não ser a grande ilha
Que te retém e não te desespera.
(A noite como fera se avizinha)
Aflição de ser água em meio à terra
E ter a face conturbada e móvel.
E a um só tempo múltipla e imóvel
Não saber se se ausenta ou se te espera.
Aflição de te amar, se te comove.
E sendo água, amor, querer ser terra."

`{Hilda Hilst}

"Um pouco afastada das palavras,
um pouco afastada de mim.
Mas nunca afastada daquelas imensidões de páginas e acontecimentos".
Arianne C. Barromeu

Ela

Ela
Olá, me chamo Arianne Morais e faço Letras na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Criei o blog Eppifania no final de 2010 com a intenção de compartilhar meus textos pessoais. Antes, eu adotava o pseudônimo "Arianne Barromeu", mas em 2017 isso mudou. Além de postar contos e algumas crônicas, o blog também conta com resenhas e indicações de livros.

Mais visitados

Minha estante #LeiaMulheres

Minha estante #LeiaMulheres
Ler mulheres é importante! Acompanhe o que estou lendo em @ariannecmorais e @blogeppifania

Receba os posts por e-mail: