}

30 de outubro de 2011

Maneira de amar.

Tumblr_lfc4h5qfat1qf1jubo1_500_largeCada um possui sua maneira de amar. Há aqueles que apenas num doce sorriso se apaixonam e há aqueles que se entregam apenas numa troca de sussurros ao pé da noite num domingo e, logo: se apaixonam. Outros precisam de outros para confessar o que está guardado. Alguns apressam os passos e ficam completamente suados apenas pelo triste acaso de se encontrarem numa rua qualquer. Mas quando se amou inúmeras vezes? Poderia escolher o amor correto? O amor justo e eficaz? Ou o amor paixão que não se importaria de ser apenas por um dia e sim que o amor existisse? Existira uma solução correta para essa questão? Dizem que viver intensamente é a maneira mais correta e não se arrepender é o complemento dela. Mas quando fechamos nossos olhos e pensamos nas oportunidades perdidas e aqueles momentos onde falhamos, descobrimos o quanto estamos arrependidos. Erro é uma experiência. E o acerto? Tudo é apenas uma etapa sem chegada ao final. Não podemos guardar aquele aprendizado por um amor perdido ou iludido para um outro amor, cada pessoa é um mundo e nele há sua maneira de viver e se adaptar. Não use seus lábios onde se precisa usar um abraço apertado, as pessoas são diferentes.  Apenas queria saber quais deles era o seu amor. Por que, pensando bem, com todos sentimos um tremor na barriga e suor nas mãos. Sonhos românticos e imaginação do impossível em cenários possíveis. Não podemos dizer que estamos no caminho errado, seria como olhar o passado e apagá-lo eternamente – talvez seja a caminhada fraca, precisa caminhar mais e pensar um pouco mais. Cada um trouxe alegria, tristezas e lágrimas corridas, mas procura-se um que seja uma mistura de tudo e ainda acrescente longos dias ao lado da nossa vida. “Talvez assim eu pense que será um amor eterno. Talvez eu não queira mais arriscar em outros amores”.