}

11 de julho de 2012

Cartas não enviadas - 02

Tumblr_lzt9vl7n3e1r68qv2o1_500_large


Meu amado,
Hoje acordei com uma sensação ruim. Não bastou a saudade que bateu desde que acordei, só bastou olhar para sua foto e relembrar o quão longe você ainda está. Sabia que o meu corpo ainda lembra do seu abraço pela manhã? Ele sente mais falta do que eu. Falta muito para nos reencontrarmos? Hoje o céu está nublado, como também o meu coração. Ele não sabe se sorrir ou se chora. Não gosto de pensar que você está sozinho e  que não posso correr e te achar. Como sempre, a janela do meu quarto está aberta, à espera da sua chegada e do sorriso em nossos olhares. Tenho tocado muito pouco nesses dias, deixei o piano de lado e só tenho me entregado aos papéis. Meus pais querem se mudar e isso me deixou  triste. Gosto daqui de casa, gosto de saber que foi aqui onde tudo começou. Caso eu me mude, irei te avisar. Fiquei ansiosa quando você me contou que faria de tudo para vim nas férias, poderá vim mesmo? Tenho medo que neva e congele todos os nossos planos. Posso te contar um segredo? Estou te amando mais um pouco a cada dia. Parece até errado, ao avesso das coisas. Mas é o que a distância está fazendo. Obrigada por não parar de escrever, também não quero parar. Suas cartas contém os seus cuidados e isso chega até a mim. Um conforto a mais nos meus dias, um carinho a mais vindo de você. Não esquece que sempre estou pensando em ti, mesmo quando estou dormindo, eu sonho. Toma cuidado e um bom dia de afazeres. Eu sei que você terá muitos. Escreverei-te em breve.



Com amor,
sua.







 Já conhecem o Contarolando? É um blog especialmente de contos, feito por 4 blogueiros (um deles sou eu). Toda semana terá conto novo lá, vamos seguir? Espero por todos vocês!